RSS

Convite ao Seival

13 ago
Buenas, compatriotas rio-grandenses!
Como todo bom gaúcho deve saber, a data magna da República Riograndense não é o 20 de setembro de 1835, dia em que os farroupilhas sul riograndenses nada mais fizeram do que expulsar o então presidente da província Fernandes Braga.
A data magna da República Rio-grandense é o 11 de setembro de 1836. Se tu perguntares aos tradicionalistas do MTG que acontecimento ocorreu em 11 de setembro, 99% dirão “o ataque às Torres Gêmeas!”.
Nós da ONG RSLivre buscamos a revisão histórica do nosso povo, a etnia gaúcha. Etnia esta que só passou a ter orgulho de existir quando os imperialistas passaram a chamar de “gaúchos” os líderes da República Riograndense e, num ato legitimamente gaúcho, os líderes acataram o xingamento e transformaram num adjetivo honroso. Por isso, meus amigos riograndenses, gaúchos ou não, nós os convidamos a participar do Acampamento Farrapo, na
Vila do Seival, em Candiota, o berço da República Rio-grandense.
No próximo dia 10 de setembro comemoraremos a vitória do então coronel Antônio de Souza Netto em cima do comandante imperial Silva Tavares, naquela que ficou conhecida como Batalha do Seival, contrariando todas as esperanças e dando ânimo para a proclamação da República Riograndense
No dia 11 de setembro, assim como o coronel Netto fez, iremos até o local da proclamação e onde as tropas farroupilhas haviam acampado e repetiremos as palavras que Netto bradou naquele santo dia aos integrantes da 1ª Brigada de Cavalaria.
Convocamos todos os que se identificam com os ideais desta ONG a participarem do Acampamento Farrapo na Vila do Seival, município de Candiota, berço da República Rio-grandense e, assim, honrarmos os heróis farrapos, aqueles que estão entre os poucos mortais dignos de serem chamados de heróis, pois lutaram bravamente contra todas as esperanças e, pela graça do Juiz das Nações, sustentaram um ano de rebelião e nove anos de guerra entre dois Estados soberanos.
Prova disso são os trechos a seguir, escrito pelo próprio Bento Gonçalves:
“Toma na extensa escala dos estados soberanos o lugar que lhe compete pela suficiência de seus recursos, civilização e naturais riquezas que lhe asseguram o exercício pleno e inteiro de sua independência, eminente soberania e domínio, sem sujeição ou sacrifício da mais pequena parte desta mesma independência ou soberania a outra nação, governo ou potência estranha qualquer. Faz neste momento o que fizeram tantos outros povos por iguais motivos, em circunstâncias idênticas.
[…]
Bem penetrados da justiça de sua santa causa, confiando primeiro que tudo, no favor do juiz supremo das nações, eles têm jurado por esse mesmo supremo juiz, por sua honra, por tudo que lhes é mais caro, não aceitar do governo do Brasil uma paz ignominiosa que possa desmentir a sua soberania e  independência.”
Trechos do manifesto ao povo gaúcho rio-grandense escrito por Bento Gonçalves, primeiro Presidente da República Rio-Grandense.
 
Colaboração do amigo Ramon Domingos
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 13/08/2012 em Diversos, Eventos

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: